SENAC e SEPROSC LANÇAM NOVA EDIÇÃO DO JOVEM PROGRAMADOR

Milhares de vagas são criadas todos os dias para profissionais do mercado de tecnologia em Santa Catarina. Esse caminho, bastante sinuoso, impede que empresas do setor despontem e coloquem o estado como maior polo de tecnologia do país.

Pensando na formação de profissionais especializados para o mercado, que o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados, Software e Serviços Técnicos de Informática do Estado de Santa Catarina (SEPROSC) e o SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), lançam a edição 2022 do Programa Jovem Programador.

O PJP já levou as salas de aula mais de 530 jovens que poderão vislumbrar um futuro mais promissor, já que devido a parceria com o SENAC e diversas empresas, os alunos já saem com oportunidades garantidas no mercado de trabalho.

“Temos nos dedicado a esse projeto porque há necessidade do mercado de TI, que tem carência de mão de obra e assim, profissionalizamos jovens na esperança de dar um futuro melhor para as empresas de tecnologia, para a economia catarinense e para a vida desses novos profissionais”, lembrou o presidente do SEPROSC, Marcio Elias Gonçalves, que mostra que os esforços vão além do papel sindical.

Ações como essa vem de encontro com a demanda. De acordo com a Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) a área vai exigir cerca de 400 mil profissionais até 2024. Por isso, a ideia do Programa é evitar essa escassez de profissionais.

“Os alunos formados pelo Jovem Programador já estão no mercado e de acordo com as empresas o nível de conhecimento é excelente para profissionais iniciantes”, comemorou o idealizador do Projeto, o diretor do SEPROSC, Carlos José Pereira. “Nesse ano pretendemos alcançar um número maior de inscritos e formar mais 800 alunos”.

"O setor de tecnologia é muito dinâmico e o Senac/SC está sempre atento a este movimento. O nosso foco enquanto instituição educacional é proporcionar aos nossos alunos um ensino de qualidade, com uma metodologia sólida e que esteja alinhado às necessidades de mercado. Este programa tem se mostrado essencial para aumentarmos a oferta de qualificação em tecnologia no ecossistema catarinense e alavancar a competitividade das empresas do estado, proporcionando uma aprendizagem condizente com a necessidade mercadológica”, explica Juliano Vieira, coordenador do projeto.

 

NOVA EDIÇÃO

O Programa tem novidades para a edição desse ano, as inscrições poderão ser feitas para jovens de 18 a 30 anos. Os interessados podem se inscrever do dia 04 de março até dia 09 de abril. Os cursos acontecerão em 20 cidades do estado catarinense, as aulas serão realizadas de forma híbrida e estão previstas para começarem no início do mês de maio.

Sendo que não está descartado a inclusão de novos municípios ao longo do tempo, já que o Senac possui 28 unidades em Santa Catarina.

Antes das aulas os alunos terão a possibilidade de participar de um workshop para que possam conhecer a área e o fabuloso mundo da tecnologia.

Já no final do itinerário é realizada uma maratona de programação que oferece visibilidade às novas habilidades dos alunos. Na edição do Hackathon PJP realizada em 2021 participaram 225 alunos.

 

O PROGRAMA

Quem vê o jovem Mateus Petri, 20 anos, não imagina que antes da virada ele trabalhava em uma indústria de fios. Hoje, depois de completar dois módulos do Jovem Programador ele já está atuando no mercado e cada vez mais apaixonado pela tecnologia.

“Eu sempre gostei, mas nunca tive a oportunidade. De cara foi um susto, mas é como aprender outro idioma”, revelou ele. Tímido, Mateus confessa que espera mais do futuro. “Ainda quero ser desenvolvedor”, diz ele.

 E alguém duvida que ele vai conseguir?

Mateus está no terceiro módulo e assim como tantos outros jovens ele cursou todas as aulas de forma gratuita. Alunos com renda média per capita de até dois salários mínimos não tem custo. Para alunos que não se enquadrem nessa condição o programa é pago.

O Programa já ganhou notoriedade pela qualidade dos alunos que despontam no mercado. A maioria sai empregado e quem sai ganhando são as empresas do setor.

 

O SEPROSC

O Programa é realizado pelo Senac e o Sindicato das Empresas de Informática, Processamentos de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de Santa Catarina. O Sindicato tem atuação em 277 municípios catarinenses.

Todos os esforços das entidades tentam solucionar um problema para as empresas que tem dificuldade de encontrar profissionais qualificados para atuarem nos seus projetos, produtos e serviços.

 

APOIO E PATROCÍNIO

O programa foi desenvolvido para atender as necessidades da comunidade e tem o intuito de aproximar o cotidiano escolar ao ambiente empresarial, no qual empresas absorvem estes jovens após a conclusão do módulo II. Por isso, diversas empresas apoiam o projeto através de cotas de patrocínio proporcionais a quantidade de colaboradores em sua estrutura. As patrocinadoras do programa são a Ambevtech, Amcom, Audaces, Benner, Datainfo, Fácil, Govbr, NDD, Porter Group, Quick Soft, Senior, Softplan, Studos, Trier Sistemas, Useall e WK.Antes das aulas os alunos terão a possibilidade de participar de um workshop para que possam conhecer a área e o fabuloso mundo da tecnologia.

Milhares de vagas são criadas todos os dias para profissionais do mercado de tecnologia em Santa Catarina. Esse caminho, bastante sinuoso, impede que empresas do setor despontem e coloquem o estado como maior polo de tecnologia do país.

Pensando na formação de profissionais especializados para o mercado, que o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados, Software e Serviços Técnicos de Informática do Estado de Santa Catarina (SEPROSC) e o SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), lançam a edição 2022 do Programa Jovem Programador.

O PJP já levou as salas de aula mais de 530 jovens que poderão vislumbrar um futuro mais promissor, já que devido a parceria com o SENAC e diversas empresas, os alunos já saem com oportunidades garantidas no mercado de trabalho.

“Temos nos dedicado a esse projeto porque há necessidade do mercado de TI, que tem carência de mão de obra e assim, profissionalizamos jovens na esperança de dar um futuro melhor para as empresas de tecnologia, para a economia catarinense e para a vida desses novos profissionais”, lembrou o presidente do SEPROSC, Marcio Elias Gonçalves, que mostra que os esforços vão além do papel sindical.

Ações como essa vem de encontro com a demanda. De acordo com a Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) a área vai exigir cerca de 400 mil profissionais até 2024. Por isso, a ideia do Programa é evitar essa escassez de profissionais.

“Os alunos formados pelo Jovem Programador já estão no mercado e de acordo com as empresas o nível de conhecimento é excelente para profissionais iniciantes”, comemorou o idealizador do Projeto, o diretor do SEPROSC, Carlos José Pereira. “Nesse ano pretendemos alcançar um número maior de inscritos e formar mais 800 alunos”.

"O setor de tecnologia é muito dinâmico e o Senac/SC está sempre atento a este movimento. O nosso foco enquanto instituição educacional é proporcionar aos nossos alunos um ensino de qualidade, com uma metodologia sólida e que esteja alinhado às necessidades de mercado. Este programa tem se mostrado essencial para aumentarmos a oferta de qualificação em tecnologia no ecossistema catarinense e alavancar a competitividade das empresas do estado, proporcionando uma aprendizagem condizente com a necessidade mercadológica”, explica Juliano Vieira, coordenador do projeto.

 

NOVA EDIÇÃO

O Programa tem novidades para a edição desse ano, as inscrições poderão ser feitas para jovens de 18 a 30 anos. Os interessados podem se inscrever do dia 04 de março até dia 09 de abril. Os cursos acontecerão em 20 cidades do estado catarinense, as aulas serão realizadas de forma híbrida e estão previstas para começarem no início do mês de maio.

Sendo que não está descartado a inclusão de novos municípios ao longo do tempo, já que o Senac possui 28 unidades em Santa Catarina.

Antes das aulas os alunos terão a possibilidade de participar de um workshop para que possam conhecer a área e o fabuloso mundo da tecnologia.

Já no final do itinerário é realizada uma maratona de programação que oferece visibilidade às novas habilidades dos alunos. Na edição do Hackathon PJP realizada em 2021 participaram 225 alunos.

 

O PROGRAMA

Quem vê o jovem Mateus Petri, 20 anos, não imagina que antes da virada ele trabalhava em uma indústria de fios. Hoje, depois de completar dois módulos do Jovem Programador ele já está atuando no mercado e cada vez mais apaixonado pela tecnologia.

“Eu sempre gostei, mas nunca tive a oportunidade. De cara foi um susto, mas é como aprender outro idioma”, revelou ele. Tímido, Mateus confessa que espera mais do futuro. “Ainda quero ser desenvolvedor”, diz ele.

 E alguém duvida que ele vai conseguir?

Mateus está no terceiro módulo e assim como tantos outros jovens ele cursou todas as aulas de forma gratuita. Alunos com renda média per capita de até dois salários mínimos não tem custo. Para alunos que não se enquadrem nessa condição o programa é pago.

O Programa já ganhou notoriedade pela qualidade dos alunos que despontam no mercado. A maioria sai empregado e quem sai ganhando são as empresas do setor.

 

O SEPROSC

O Programa é realizado pelo Senac e o Sindicato das Empresas de Informática, Processamentos de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de Santa Catarina. O Sindicato tem atuação em 277 municípios catarinenses.

Todos os esforços das entidades tentam solucionar um problema para as empresas que tem dificuldade de encontrar profissionais qualificados para atuarem nos seus projetos, produtos e serviços.

 

APOIO E PATROCÍNIO

O programa foi desenvolvido para atender as necessidades da comunidade e tem o intuito de aproximar o cotidiano escolar ao ambiente empresarial, no qual empresas absorvem estes jovens após a conclusão do módulo II. Por isso, diversas empresas apoiam o projeto através de cotas de patrocínio proporcionais a quantidade de colaboradores em sua estrutura. As patrocinadoras do programa são a Ambevtech, Amcom, Audaces, Benner, Datainfo, Fácil, Govbr, NDD, Porter Group, Quick Soft, Senior, Softplan, Studos, Trier Sistemas, Useall e WK.Antes das aulas os alunos terão a possibilidade de participar de um workshop para que possam conhecer a área e o fabuloso mundo da tecnologia.

Publicado em: 14/02/2022 13:30:35

Facebook Twitter Google Plus LinkedIn Whatsapp

Notícias

Programa Jovem Programador aumenta oferta de vagas em 40%

Programa Jovem Programador aumenta oferta de vagas em 40%

Iniciativa contempla diversas regiões de Santa Catarina e, até 2024, o objetivo é oferecer uma versão online para alcançar todo o Estado

Falta de professores na área de TI pode desacelerar o processo de formação de novos profissionais

Falta de professores na área de TI pode desacelerar o processo de formação de novos profissionais

Com o aumento da demanda por formação, cresce também a necessidade de professores capacitados

Workshops do Jovem Programador começam nesta semana

Workshops do Jovem Programador começam nesta semana

Serão oito horas divididas em dois dias de trabalho; participação é obrigatória para quem está inscrito no programa

Gamificação e apps de comunicação se consolidam como tendências para a educação brasileira

Gamificação e apps de comunicação se consolidam como tendências para a educação brasileira

Transformação digital impulsiona medidas para revolucionar o ensino de jovens e adultos no país

SENAC e SEPROSC LANÇAM NOVA EDIÇÃO DO JOVEM PROGRAMADOR

SENAC e SEPROSC LANÇAM NOVA EDIÇÃO DO JOVEM PROGRAMADOR

Programa foi criado para incentivar jovens catarinenses a se profissionalizarem na área de tecnologia

Receba as novidades em seu e-mail!



Agenda Seprosc

Agenda Eventos