Prefeitura sem papel

                A tecnologia é uma poderosa aliada na rotina de muitas pessoas. O setor público, que precisa lidar com muitos processos e burocracias, percebeu que o digital poderia ser um grande parceiro na otimização de tempo, segurança de dados, facilidade de busca, e ainda agilizar o tempo gasto com a inclusão e organização de dados. “Sistemas em nuvem trazem credibilidade, maior interação com a população e diminui em zero o uso do papel”, afirma Aldo Luiz Mess, sócio-diretor da IPM Sistemas. A empresa, especializada em sistemas na nuvem para gestão pública, atende prefeituras de todo o Brasil e observa os efeitos positivos da digitalização, entre eles premiações pela transparência nas contas públicas e a abertura de mais processos digitais de maneira mais eficaz.

O sistema de processo digital da IPM permite a emissão de guias de forma facilitada a cada protocolo e a consequente baixa, contabilização em dívida ativa, etc. Três prefeituras clientes da IPM Sistemas já são referência como prefeitura digital, sendo as cidades de Indaial (SC) e Pinhais (PR) que realizam compras, empenhamento, financeiro e contábil, tudo sem papel, e a cidade de Gravataí (RS), que tem os processos 100% digitais.

            Gravataí (RS) já acumula reconhecimentos pelos indicadores fiscais e prêmios por conta da transparência nas contas públicas. As mudanças internas começaram a acontecer a cerca de seis anos. O secretário de administração, Alexsandro Lima Vieira, foi um dos idealizadores do projeto. “Quando assumi a Secretaria em 2016, percebi que a ferramenta que a IPM fornecia tinha uma instrumentalidade tamanha que não era explorada, porque ainda haviam pilhas e pilhas de processos em papel cujas informações já estavam no sistema, isso tirava a agilidade do processo porque levava até três dias para esperar o papel chegar. Demandava do protocolo, depois era preciso levá-lo com um carro e, por fim, registrar no livro ou imprimir a folha de protocolo. Foi aí que resolvi começar a mudança”, afirma o secretário. 

            A Prefeitura começou a analisar quais departamentos poderiam se tornar 100% digitais. Os processos agora tramitavam apenas no digital e no final era impresso apenas a portaria ou decreto para que pudesse ser assinado.  “Junto à IPM, customizamos o sistema e criamos uma opção para marcar se havia o processo físico ou não. Isso facilitou bastante o trâmite porque os processos digitais começaram a ser mais rápidos que os demais”, conta Alexsandro.

Mas ainda havia a assinatura que obrigava a impressão de um documento, portanto no final de 2016 a IPM desenvolveu o assinador digital dentro do próprio sistema e a partir daí, a prefeitura passou a assinar todos os documentos, portarias e decretos de forma digital, transformando todo o processo em 100% digital. “Para se ter uma ideia, em 2017 abrimos em torno de 75 mil processos digitais durante o ano. Em outubro de 2018 chegamos a 76 mil processos. A expectativa para 2019 é passar dos 100 mil processos digitais”, revela o secretário de administração de Gravataí.

Em Indaial (SC), o sistema da IPM foi implantado no final de 2017, na sala do Empreendedor, fazendo com que o cidadão não precise mais ir até a prefeitura para entregar documentos, dando mais agilidade ao processo. De acordo com o Sebrae, em 2018, a sala do Empreendedor de Indaial foi a que mais efetuou atendimentos no Estado. O Sistema também foi implantado no setor de RH, gerando economia de papel e agilidade nas informações. “Agora o próximo passo é a implantação de todo o processo de compra e contábil na forma digital que deve iniciar em abril. Esse processo trata inúmeras vantagens, como a economia de impressão, arquivo, agilidade no processo e mais transparência”, afirma o diretor de informática de Indaial, Paulo Henrique Rodrigues.

Em Pinhais (PR), foi implantado um novo sistema de pagamento. Para o secretário de finanças, José Martins, a experiência tem sido muito benéfica. “A economia de papel é imensa, em vários setores. Mas a título de exemplificação, para cada processo de pagamento de empenho havia um protocolado físico, que em geral continha em média 20 páginas, e durante o ano se abria mais de 15 mil protocolos dessa espécie. Com o sistema, esse material é todo digitalizado e anexado nas pastas e passa constar como arquivos no formato pdf. Outro fator relevante nesse mesmo exemplo é a ausência do custo de arquivamento e conservação desses protocolados. O arquivamento tradicional está desaparecendo aos poucos”, comenta Martins.

Para o sócio-diretor da IPM Sistemas, os papeis não têm mais espaço na sociedade atual. “A consciência ambiental é cada vez mais importante, e se temos maneiras de evitar o uso desnecessário e exagerado, devemos seguir por este caminho. O Governo Federal está digitalizando processos e investindo no autoatendimento, os Governos Estaduais estão fazendo a mesma coisa. O processo digital traz mais segurança e agilidade, além de trazer inúmeros benefícios econômicos e de sustentabilidade”, afirma Aldo.

 

FONTE: IPM SISTEMAS

Publicado em: 06/05/2019 09:44:06

Facebook Twitter Google Plus LinkedIn Whatsapp

Notícias

Regulamentação de carreiras em TI é motivo de polêmica

Regulamentação de carreiras em TI é motivo de polêmica

Seprosc condena reserva de mercado e custos para os trabalhadores

Interconexões na área jurídica

Interconexões na área jurídica

De modo geral, a indústria da tecnologia tem conseguido bons resultados nos esforços de padronização e utilização dos protocolos de comunicação comuns.

PESQUISA SALARIAL - Desconto Exclusivo para associados

PESQUISA SALARIAL - Desconto Exclusivo para associados

A SinSalarial e os sindicatos SEPROSC , SEINFLO, e Communitech convidam empresas de todo o país para participarem da mais completa Pesquisa de Salarial do setor de tecnologia no Brasil

SEPROSC apoia capacitação gratuita em TI para pessoas com deficiência

SEPROSC apoia capacitação gratuita em TI para pessoas com deficiência

Serão 30 vagas disponíveis em Blumenau. Inscrições vão até 28 deste mês

SEPROSC discute modelo de trabalho home-office durante reunião do GRT

SEPROSC discute modelo de trabalho home-office durante reunião do GRT

Duas empresas se disponibilizaram a debater o assunto junto com os demais participantes

A LGPD vem aí, sua empresa está preparada?

A LGPD vem aí, sua empresa está preparada?

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) aprovada em agosto de 2018 e com vigência programada para 2020 vem aí, e traz multas de até R$ 50 milhões por infração.

Alvará Fácil On-line rende título de Projeto Inovador ao município de Cascavel

Alvará Fácil On-line rende título de Projeto Inovador ao município de Cascavel

Ferramenta desenvolvida pela IPM Sistemas agiliza regulamentação de empresas

Ellevo e Renew Solutions firmam parceria para projetos de robotização

Ellevo e Renew Solutions firmam parceria para projetos de robotização

Integração auxilia empresas no processo de transformação digital

Receba as novidades em seu e-mail!



Agenda Seprosc

Agenda Eventos