SETOR DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO SE REÚNE COM SECRETÁRIO DO TRABALHO BUSCANDO SEGURANÇA JURÍDICA

No dia 28/03/2019 foi realizada, na sede do Ministério da Economia, em Brasília, audiência com o Secretário do Trabalho, Dr. Bruno Dalcomo e com o Secretário Especial Adjunto de Previdência e Trabalho, Sr. Bruno Bianco Leal e o setor de Tecnologia da Informação representado pelo Presidente da Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação – CONTIC e da Federação Nacional das Empresas de Informática – FENAINFO, Sr. Edgar Serrano e o Vice-Presidente Regional SUL da FENAINFO e Diretor de Assuntos Legislativos do SEPRORGS, Sr. Rafael Sebben, acompanhados da Assessoria de RelGov da FENAINFO e Diretora da AGF Advice, Drª Ana Paula Gaiesky.

Entre as principais pautas abordadas constaram a insegurança jurídica frente a Reforma Trabalhista (Lei nº 13.429/17), principalmente no tocante a Terceirização x cooperativas de trabalho, a MP nº 873/19 (contribuição sindical) e a regulamentação da profissão de TI.

O Presidente Edgar abordou a importância da aprovação da terceirização da atividade meio e fim para o segmento, através da sanção da Reforma Trabalhista no ano de 2017, tendo inclusive apoio da FENAINFO, através da participação de audiências trabalhistas na Câmara dos Deputados, na época em que o Secretário Rogério Marinho foi o relator da proposta. Ainda, observou que o próprio Supremo Tribunal Federal já pacificou o tema ao reconhecer a LICITUDE das terceirizações em qualquer atividade empresarial, de modo que a identificação da atividade terceirizada como sendo atividade-meio ou fim não é mais um critério para se definir acerca do vínculo de emprego com a tomadora dos serviços.

Mesmo assim algumas empresas do segmento de tecnologia de informação que estão contratando por meio do regime de terceirização de cooperativas de trabalho, estão sofrendo autuações por meio da Secretaria de Inspeção do Trabalho, ora ligada ao Ministério de Economia, sob a alegação de que seria ilícito tal tipo de contrato por se constituir em vínculo de emprego. A SIT reputa ilícita este tipo de terceirização por entender que os profissionais são contratados com vínculo formal de emprego e que as contratantes utilizam mão de obra subordinada, bem como entendem que os profissionais cooperados não atuam com autonomia e independência. O Secretário do Trabalho, Bruno Dalcomo, mostrou-se abismado com esta situação, principalmente envolvendo “cooperativas de trabalho”, uma vez que esta relação é completamente “LÍCITA”. A situação precisa ser analisada in loco e regionalmente.

O Secretário fez questão de frisar que a Reforma Trabalhista buscou FLEXIBILIZAR as relações de trabalho e NUNCA a pejotização ou a precarização. Informou que, inicialmente, estão sendo ajustados os regulamentos nos termos da “nova” legislação trabalhista, para que posteriormente possam iniciar os treinamentos com os auditores fiscais trabalhistas. Também comentou que precisamos ter um “sistema isonômico”, ou seja, mesmo que haja a possibilidade de termos um sistema mais, obviamente, temos um Brasil com muitas realidades.

A Secretaria busca criar um Brasil competitivo, bem como a flexibilização das normas trabalhistas e a segurança jurídica, para tanto e imprescindível que o setor contribua apresentando as maiores dificuldades.

Resumidamente, foram solicitadas algumas informações do setor visando que a Secretaria do Trabalho possa implementar ajustes para o desenvolvimento das empresas de economia digital, as quais de forma transversal impactam diretamente nos demais setores produtivos.

 

Clique nos links abaixo para acessar:

 

 

FONTE: AGFADVICE
02 de abril de 2019

Publicado em: 05/04/2019 14:38:27

Facebook Twitter Google Plus LinkedIn Whatsapp

Notícias

Edusoft passa por rebranding e anuncia nova marca corporativa

Edusoft passa por rebranding e anuncia nova marca corporativa

O novo momento, assinado pela Nexia Branding, reforça a preocupação da empresa com a educação e visão de futuro

Empresas são cada vez mais alvos de criminosos da internet, apontam estudos. Saiba como se proteger

Empresas são cada vez mais alvos de criminosos da internet, apontam estudos. Saiba como se proteger

Vazamentos e sequestro de dados afetam desde pequenos negócios até gigantes bilionárias. Especialista em segurança da informação destaca boas práticas para evitar o problema

Empresa de TI de Blumenau investe em programa de treinamento em tecnologia para indústria

Empresa de TI de Blumenau investe em programa de treinamento em tecnologia para indústria

A empresa Teclógica visa conectar estudantes e profissionais das áreas de tecnologia e indústria

Jovem Programador supera meta de inscrições

Jovem Programador supera meta de inscrições

O Senac SC e o Seprosc comemoram o sucesso do Jovem Programador, projeto de capacitação em programação de computadores. A meta inicial foi superada, com 3.174 jovens inscritos, distribuídos nas cidades sedes selecionadas para a primeira edição

Permanência do home office desafia foco e produtividade: gestão automatizada tem se tornado um diferencial

Permanência do home office desafia foco e produtividade: gestão automatizada tem se tornado um diferencial

Sem controle efetivo da pandemia, muitas empresas decidiram manter o trabalho remoto e precisam lidar com os desafios do modelo através de ferramentas que possibilitem maior transparência em relação às entregas dos colaboradores

DATAINFO APOSTA EM FORMAÇÃO DE JOVENS PROFISSIONAIS DE TI

DATAINFO APOSTA EM FORMAÇÃO DE JOVENS PROFISSIONAIS DE TI

Empresa já incentiva projetos que dão oportunidade a formação de jovens na área de Tecnologia

Webinar apresenta impactos da Lei Geral de Proteção de Dados no setor da educação

Webinar apresenta impactos da Lei Geral de Proteção de Dados no setor da educação

Edusoft, em parceria com a ipTrust Tecnologia, promove na próxima sexta-feira, dia 28, o webinar LGPD na Educação – Quais as obrigações das instituições de ensino perante a lei?

Mais de 23 mil veículos e 11 bilhões de mercadorias passaram por sistema logístico da Lincros em 2020

Mais de 23 mil veículos e 11 bilhões de mercadorias passaram por sistema logístico da Lincros em 2020

Empresa conta com plataforma que permite o gerenciamento de todo o processo de distribuição, além da contratação do frete e auditoria de pagamentos. Com investimento em melhorias e novas funcionalidades, marca comemora bons resultados do último ano

Receba as novidades em seu e-mail!



Agenda Seprosc

Agenda Eventos