Ofender empresa na internet é motivo para justa causa, fixa TRT-15

Ofender a empresa e colegas de forma pública na internet é motivo para justa causa.

Com esse entendimento, a 10ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região negou provimento ao recurso do trabalhador que difamou no Facebook a empresa no tocante à sua jornada de trabalho e, também, sobre a vida pessoal de sua supervisora e outros funcionários da companhia.

O empregado entendeu que houve diferenças entre as alegações da empresa e da preposta porque, a primeira, limitou-se a afirmar que ele "estava difamando a empresa com indevidas postagens na rede social 'Facebook' no tocante à sua jornada de trabalho e, ainda, sobre a vida pessoal de sua supervisora e outros funcionários", ao passo que a preposta relatou que a dispensa se deu em razão de publicações que o empregado tinha feito no Facebook, "mencionando negativamente a reclamada e fazendo comentários maldosos em relação a uma funcionária, que repercutiram no local de trabalho". 

O relator do acórdão, desembargador Ricardo Regis Laraia, não concordou com as alegações do empregado. Para ele, não procede a alegação de que houve divergência em relação à contestação e o depoimento da preposta.

Segundo o acórdão, as postagens na rede social a que faz referência a empresa constam no seu código de conduta e há expressa vedação de divulgação de informações confidenciais ou inapropriadas com potencial de prejudicar a empresa e os demais trabalhadores. 

"As questões relacionadas à apuração interna por parte do reclamado não têm repercussão direta no caso, tendo em vista que restou provado documentalmente a prática do ato reputado como ensejadora da justa causa".

Nesse sentido, o acórdão concluiu por manter "a decisão de origem por seus próprios fundamentos, nos termos do inciso IV do § 1º do artigo 895 da CLT, ressaltando que não viola súmulas do Tribunal Superior do Trabalho ou dispositivos da Constituição Federal". 

Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-15.

Publicado em: 03/09/2019 12:00:00

Facebook Twitter Google Plus LinkedIn Whatsapp

Notícias

Movidesk recebe aporte de R$ 9 milhões e inaugura nova sede

Movidesk recebe aporte de R$ 9 milhões e inaugura nova sede

Com o investimento, a startup catarinense espera triplicar seu faturamento até o fim do ano

SEPROSC apoiou SC Criativa Weekend

SEPROSC apoiou SC Criativa Weekend

Evento ocorreu no último fim de semana de agosto, em diversas cidades do estado

Ofender empresa na internet é motivo para justa causa, fixa TRT-15

Ofender empresa na internet é motivo para justa causa, fixa TRT-15

Trabalhador difamou empresa e colega em publicação feita no Facebook

GOVBR Lança Solução para Eficiência na Gestão

GOVBR Lança Solução para Eficiência na Gestão

Sala de Situação oferece informações para tomada de decisões através de painéis em tempo real

A tecnologia e a mobilidade urbana

A tecnologia e a mobilidade urbana

Por Carlos José Pereira, empresário de TI e vice-presidente do Seprosc

Juíza considera suspeita testemunha que era amiga íntima do reclamante

Juíza considera suspeita testemunha que era amiga íntima do reclamante

Em caso recente, a juíza Isabella Silveira Bartoschik, em atuação na 5ª Vara do Trabalho de Contagem, acolheu a contradita apresentada pela empresa à testemunha indicada pelo empregado.

GRT discute Employer Branding como estratégia de construção da marca empregadora

GRT discute Employer Branding como estratégia de construção da marca empregadora

Mara Nowazick, professora de Administração e Marketing do Senac Blumenau, palestrou no encontro

Empresa poderá substituir depósito recursal por seguro garantia judicial

Empresa poderá substituir depósito recursal por seguro garantia judicial

Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho entendeu que a Ação Contact Center Ltda., de Belo Horizonte (MG), para apresentar recurso ordinário, pode substituir o depósito recursal por apólice de seguro garantia judicial

COMUNICADO - CCT 2019-2020

COMUNICADO - CCT 2019-2020

Considerando que até a presente data não ocorreu o fechamento da CCT 2019-2020 com o SINDPD/SC, fica ao livre arbítrio das Empresas, aplicarem ou não, reajustes salariais

Receba as novidades em seu e-mail!



Agenda Seprosc

Agenda Eventos