Sem financiamento, empresas de TI perdem competitividade

Falta competitividade nas empresas de TI no Brasil por uma série de fatores, mas a falta de acesso ao financiamento é uma das principais razões. Não se tem inovação sem financiamento. E no Brasil, o aporte em Inovação é muito aquém do esperado, pontua Carlos Leitão, da Softex. 

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Rio Info 2016, realizado de 04 a 06 de julho, o executivo da Softex é taxativo: Não adianta querer replicar o Vale do Silício no Brasil. Temos que ter o nosso modelo. Não teremos um UBER criado aqui. Mas podemos ter um produto brasileiro se forem dadas as condições necessárias, salienta.

Leitão assume ainda que o mercado brasileiro não tem uma visão empreendedora. São poucas as escolas de TI que ensinam o empreendedorismo, destaca. Dados da Softex apontam que o mercado brasileiro de TI gera R$ 100 bilhões de receita líquida e comporta atualmente cerca de 82 mil empresas. 

Os números representam um crescimento pequeno de 4% entre os anos de 2014 e 2015. Para permanecer atuante nesse mercado é preciso estar atento ao cenário de TI, que envolve temáticas como mobilidade, big data, redes sociais, nuvem, convergência entre físico e digital e a Internet das Coisas (IoT).

Fonte: Convergência Digital
Por: Ana Paula Lobo e Pedro Costa

Publicado em: 15/07/2016 08:00:00

Facebook Twitter Google Plus LinkedIn Whatsapp

Notícias

Ex-alunas da inclusão digital relatam conquistas profissionais

Ex-alunas da inclusão digital relatam conquistas profissionais

Eluana Lotero Weber é surda e hoje integra equipe da marketing da HBSIS

PagueVeloz e Bludata contratam desenvolvedores em Blumenau

PagueVeloz e Bludata contratam desenvolvedores em Blumenau

Empresas oferecem horários flexíveis entre outros benefícios

Espaider e Resolubilidade

Espaider e Resolubilidade

Escritórios e departamentos jurídicos enfrentam diferentes níveis de complexidade. O cliente do Espaider pode iniciar com versões mais simples e ampliar suas funcionalidades sem trocar de sistema e sem mexer no banco de dados

Aulas de tecnologia para pessoas com deficiência terão início dia 15

Aulas de tecnologia para pessoas com deficiência terão início dia 15

Programa tem apoio do Seprosc e empresas de tecnologia

Datainfo é aprovada na avaliação CMMI-DEV NÍVEL 3

Datainfo é aprovada na avaliação CMMI-DEV NÍVEL 3

No fim do primeiro semestre deste ano, a Datainfo Soluções de TI conquistou um excelente resultado o 3º nível da avaliação CMMI-DEV.

GOVBR está entre as melhores empresas para se trabalhar

GOVBR está entre as melhores empresas para se trabalhar

Great Place to Work destaca empresa blumenauense de tecnologia

Projeto Inovar

Projeto Inovar

Seprosc proporciona mais um benefício para o seu associado

SEPROSC aborda home office com case da Teclógica

SEPROSC aborda home office com case da Teclógica

Confira a entrevista com Daniela da Cunha, que atua no setor de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Teclógica.

Receba as novidades em seu e-mail!



Agenda Seprosc

Agenda Eventos